Pages Menu
Categories Menu

Postado em 30/07/2015 em Ponteiros de Luxo | 0 comentários

007 Licença para Matar (1989): Rolex Submariner

007 Licença para Matar (1989): Rolex Submariner

Com um orçamento de US$ 32 milhões, o décimo sexto filme do charmoso agente James Bond, Licença para Matar, foi o que pôs fim a dois importantes pontos da saga: foi a última vez em que Timothy Dalton aparecia como James Bond e o último filme em que o personagem fazia uso de um relógio Rolex. Foi a primeira vez na saga que o agente age por ele mesmo, o que fez com que este filme se tornasse interessantíssimo!

007 licença para matar rolex submarine novamente

Cartaz do filme 007 Licença para matar (1989)

O filme estreou em 1989, sendo o primeiro a não utilizar o mesmo título que o livro de Ian Fleming. Na verdade, o roteiro chegou até a misturar elementos do livro “Live and Let Die” e do conto “The Hildebrand Rarity”, ambos do próprio Fleming.

Ao final dos créditos finais, aparece a seguinte frase: “James Bond will return”, ou seja, James Bond irá retornar, o que trouxe mais vontade para nós, da Vecchio, de que o próximo post, do 17º filme, chegue logo!

Sinopse

Neste filme, Franz Sanchez, um chefão das drogas, consegue escapar ao ser levado preso. Ele encontra em lua-de-mel um amigo de James Bond, que havia acabado de se casar, matando sua esposa e levando-o para ser mutilado com dentadas de tubarão.

Ao saber disso tudo, o agente 007 decide se vingar pelo amigo e ir atrás do vilão, porém é barrado pelo Serviço Secreto Britânico,  que manda Bond esquecer do ocorrido e se preparar para uma nova missão.

Mas com toda a raiva que sentia da situação, James Bond deserda de seu posto e parte em busca dos responsáveis por tudo isso, a fim de matá-los.

As Bondgirls

A primeira bondgirl é Lupe Lamora, amante de Franz Sanchez, que, por estar com ele, vive uma vida de luxo ao ser sustentada pelo traficante. Porém, é virtualmente sua prisioneira, só podendo sair da mansão com permissão e junto a capangas. Deve, portanto, apenas satisfazer as ordens do vilão. A linda mulher ajuda Bond diversas vezes no filme, mas, apesar de um pequeno flerte com ele, acaba ficando com o presidente do pequeno país.

lupe lamora bondgirl de 007 licença para morrer

Lupe Lamora, bondgirl de 007 Licença para Matar

A segunda bondgirl do filme é a sexy Pam Bouvier, interpretada pela atriz Carey Lowell. Pam trabalha como free-lancer e é uma ex-piloto, sendo colocada como espiã pela CIA perto do chefão que tramou todas as mortes. Demonstrava sua imensa habilidade com armas e pilotagem junto a James Bond, sendo, então, a primeira bondgirl relacionada amorosamente com o agente considerada independente dele. Isso foi um marco na  história das Bondgirls e, a partir desse ponto da saga, estas sofreram uma importante transformação como companheiras de lutas nos próximos filmes.

pam bouvier bondgirl de 007 licença para morrer

Pam Bouvier, bondgirl de 007 Licença para Matar

Os relógios de James Bond

Como dito no começo do post, foi a última vez na saga do agente britânico que a Rolex forneceu seus preciosos produtos para o filme. Apesar de sabermos que o ator usava o modelo Submariner Rolex, não se sabe ao certo qual dos três tipos desse modelo fabricados na época do filme foi certamento usado para as gravações. O que pôde ser notado no relógio é que ele possuia cristal de safira,  mostrador com brilhantes e um “bicchierini” no índice, ou seja, os marcadores de tempo eram cercados por ouro branco.

relogio-rolex-submariner-em-007-licença-para-matar

O relógio tem uma resistência para profundidades até 300 metros abaixo d’água, além de ser completamente fino. Você concorda, então, que o Rolex Submariner é a cara do nosso querido personagem 007?

relogio-rolex-submariner-em-007-licença-para-matar

Responder o comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


*