Pages Menu
Categories Menu

Postado em 15/03/2014 em Ponteiros de Luxo | 0 comentários

007 Os Diamantes são Eternos: Rolex Submariner ?

007 Os Diamantes são Eternos: Rolex Submariner ?

O sétimo filme da franquia 007 marca o fim de uma era, com a despedida definitiva de Sean Connery do papel principal. O ator, que já havia ficado de fora do filme anterior (007 a Serviço de Sua Majestade), volta às telonas para interpretar o espião mais charmoso de Hollywood pela última vez.


Lançado dois anos após o último, em 1971, o longa-metragem fica marcado pela volta de grandes nomes das películas anteriores. Além de Connery, Guy Hamilton retoma a direção (ele já havia encabeçado os trabalhos de “007 contra Goldfinger“).

Sinopse

 

Após misteriosos acontecimentos tomarem conta do mercado de diamantes, o governo britânico envia James Bond para investigar a situação. Ao chegar lá, no entanto, ele percebe que o problema é mais complicado e difícil do que inicialmente imaginara.

 

 

Por trás do suposto contrabando de pedras preciosas está ninguém menos do que Ernst Blofeld, chefe da SPECTRE e inimigo mortal do espião. Querendo vingar a morte de sua esposa Tracy (ocorrida no filme anterior), Bond une forças com a contrabandista Tyffany Case para encontrar pistas que norteiem a sua investigação.

Não tarda muito para que ele descubra que tudo não passa de um plano maquiavélico do seu rival, que quer armazenar diamantes para construir um satélite capaz de dizimar qualquer forma de vida.

 

As Bondgirls

 

Em “Diamantes são eternos” duas são as mulheres que estão por perto do agente 007. A primeira delas – e a principal também – é Tyffany Case. A contrabandista, que aparece inicialmente na turma de Blofeld, é conhecida por sua flexibilidade de caráter, mudando de lado de acordo com os benefícios que lhe são concedidos.

 

 

Com personalidade forte, ela surge como elo importante dentro do mundo do tráfico. Tiffany Case, interpretada por Jill St. John, também é conhecida por ser a primeira bondgirl americana.

A outra mulher que tem bons momentos com o espião é Plenty O’Toole. Apesar das aparições rápidas, não é possível ignorá-la. Apaixonada por jogos e apostas (principalmente se forem com o dinheiro alheio), O’Toole conhece Bond em um cassino – como não poderia deixar de ser. É justamente neste momento que rola uma das frases mais engraçadas de todos os filmes estrelados pelo agente 007:

Plenty: Hi, I’m Plenty (Oi, eu sou Plenty).

Bond: But of course you are! (Mas é claro que você é!)


A graça do diálogo está no trocadilho intrínseco ao nome da bondgirl, que significa “farta” em inglês. Por isso, o espião rapidamente faz uma correlação com o decote e os seios avantajados da moça. Quem dá vida à bela O’Toole nas telonas é Lana Wood, irmã mais velha de Natalie Wood.


Os relógios de James Bond

 

Em “007 – Os Diamantes são Eternos” há novamente uma indefinição quanto ao modelo utilizado pelo agente. Apesar de ser consenso que não é possível diagnosticar com precisão qual relógio aparece no longa-metragem, muitos fãs apostam no Rolex Submariner.

 


Já conhecido pelos leitores deste blog, o relógio foi o primeiro a funcionar submerso a grandes profundidades. Como a peça é vinculada a Bond desde o primeiro filme da franquia, é bem possível que o palpite dos fãs esteja certo!

 

Curiosidades

 

– Sean Connery só aceitou interpretar o agente 007 em “Diamonds are Forever” na reta final das negociações. Antes dele já haviam sido convidados George Lazenby (protagonista do filme anterior) e Burt Reynolds. John Gavin, Adam West e Michael Gambon também foram cogitados.

– Após os produtores do filme verem a Playboy de Lana Wood, ela foi escolhida para o papel de Plenty O’Toole. Durante as filmagens, ela precisou ficar em cima de um caixote, porque mesmo de salto ficava muito baixa em relação a Connery.

– Jill St. John havia se candidatado para o papel de O’Toole, mas como impressionou o diretor do filme, acabou ficando com o papel feminino principal.

0 Comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. 007 Contra o homem com a pistola de ouro: Rolex Submariner - [...] dirigido por Guy Hamilton que já havia dirigido também os filmes: “007 Contra Goldfinger”, “007 Os Diamantes são Eternos”…
  2. Com 007 Viva e Deixe Morrer - Rolex Submariner e Hamilton Pulsar - | - […] O oitavo filme da série, que chegou aos cinemas em 1973, é o primeiro a ser protagonizado por Roger…

Responder o comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


*